Rodeios no Brasil

Dicas e informações sobre as festas de Rodeio no Brasil

Muita gente hoje já frequenta os rodeios e as festas sertanejas com grande entusiasmo. Mas pouca gente conhece suas origens. Muita gente se desloca para o interior do estado de São Paulo, para a cidade de Barretos, mas, pouca gente sabe qual é a sua importância na história desses grandes eventos culturais e musicais que acontecem em todo o Brasil e são um dos maiores símbolos da nossa cultura. Hoje você vai conhecer um pouco da história dessas festas e da vida dos peões, que deram origem a essa grande festa de alegria e diversão.

Podemos começar a história no interior paulista, na cidade de Barretos, em meados dos anos 50, quando a cidade estava fervendo economicamente com a sua pecuária, que era a maior fonte de renda da região. Os peões trabalhavam a mil, durante o dia inteiro, na lida do gado e desenvolviam várias habilidades com as quais se divertiam, durante o tempo livre. Foi assim que, em 1955, nascia o clube dos independentes, numa conversa, na mesa do bar, na hora da folga. E isso então serviria de inspiração para as competições que acontecem nos seus rodeios.

Foi a partir dessas brincadeiras na fazenda, nessas pequenas disputas na lida do gado, que, no ano seguinte, surgiria a festa do Peão de Barretos. Logo na primeira edição, surgiria a disputa do peão em cima do boi. Foi assim que Barretos se tornou o principal pólo de rodeios do Brasil. Tudo que se fazia em seus rodeios servia de exemplo a ser seguido nas festas do peão em outros estados do Brasil. E foi assim que a festa do peão se tornou popular e seus moldes se espalharam por todo o país, de diversas formas, tudo de acordo com a cultura de cada local, na maneira de festejar a festa do Peão.

Mas Barretos sempre foi a capital do rodeio no Brasil. Seu principal palco. Nos anos 60, os eventos estavam bombando no Brasil e a atenção no estado de São Paulo passou a se voltar bastante para os seus rodeios no interior do estado. Os peões que antes competiam por brincadeira, viraram competidores de verdade e aquela brincadeira passou a valer diversos prêmios. Regras foram criadas para a competição, e logo depois, vieram as polêmicas. Mas, qual é o grande problema dos rodeios?

Muita gente já sabe que, as custas do sofrimento dos animais, as pessoas se divertem nos rodeios. Já se sabem muito bem que os animais já entram na arena machucados pelo corpo. O laço que enrola-se ao redor do seu corpo por exemplo, machuca sua barriga e o seu prepúcio, ou seja, o orifício do corpo onde fica o pênis do boi. Os peões desmentem, dizendo que o laço só causa cócegas e não doem para os animais. E muitos também usam o argumento de que esse dito sofrimento só duraria oito segundos. Em muitas cidades, como Rio, São Paulo e Sorocaba, os rodeios foram proibidos. Mas em Barretos, a festa continua.

Resta a você, acreditar na polêmica ou aproveitar a festa, afinal, nem só de rodeio se faz a festa de Barretos. Para ter mais informações sobre o rodeio, datas, shows e local, acesse o site: www.rodeios.net.

 





Deixe um Comentário