Cólica Renal – Tratamento, Sintomas, Causas

Causas, Sintomas e Tratamentos de Cólica Renal

A Cólica Renal cosite em uma dor intensa que surge na região pélvica em caso de pedras nos rins ou cálculo renal. As pessoas, normalmente expelem urina, vitaminas, minerais, sais de cálcio, proteínas, entre outras substâncias. Em caso de saturação dessas substâncias, podem ser formados cristais na Urina, o que ocasiona as pedras nos rins. Essa doença é mais comum em adultos jovens.

A cólica renal é causada pelo cálculo renal ou pedras nos rins. As pedras que surgem nos rins são formações sólidas de sais e substâncias diversas que estão presentes nas vias urinárias, ocasionando dor, entre outros problemas. Os cálculos surgem nos rins e bexigas podendo ser de diversos tamanhos, entre eles grãos minúsculos até uma pedra do tamanho do rim. Normalmente, as pedras são ocasionadas pelo excesso de cálcio, fósforo, xalato e ácido úrico.

Os principais sintomas das cólicas renais que escondem também as pedras nos rins são dores fortes nas costas, dor na região abdominal lateral, testículos (homens), grande lábio vaginal e abaixo das costelas. Muitas vezes o cálculo renal causa infecção urinária o que proporciona febre. Outro sintoma provável é o aparecimento de sangue na urina devido ao atrito das pedras com as paredes dos rins. Em alguns casos, não aparecem os sintomas e o paciente possui cálculos renais assintomáticos sem mesmo perceber.

O tratamento da cólica renal consiste primeiramente em aliviar os sintomas, ou seja, a dor intensa. Para isso, são utilizados analgésicos e antiespasmódicos. Normalmente, as pedras são expelidas do organismo sem a interferência de medicamentos. No entanto, em alguns casos é preciso realizar um tratamento clínico que exige a ingestão de água e alcalinizantes. As pedras podem ser retiradas do organismo com auxílio de tubos endoscópicos ou nefrocóspicos que são inseridos no organismo do paciente através da pele ou da uretra. Se os cálculos não se dissolverem com facilidade, podem ser feitos outros tratamentos como litotripsia extracorpórea em que ondas de choque fragmentam a pedra. Mas, na dúvida de sintomas, procure sempre um médico especialista.





Deixe um Comentário